Campanha Resgatando Famílias – Semana 2

RESGATANDO FAMÍLIAS – ATRAVÉS DA COMUNHÃO E TESTEMUNHO

É uma bênção viver em um lar onde todos amam a Cristo. O lar é onde encontramos concordância e propósito espiritual. É ali onde nós construímos o caráter cristão e ensinamos a doutrina dentro da privacidade familiar.

Além disso, é no lar que o amor começa, a bondade é revelada e a lealdade é estimulada. Precisamos lembrar que “não há lugar melhor que o nosso lar”.

Se quisermos impactar aqueles que vivem debaixo do mesmo teto que nós, precisamos ter compromisso com a unidade no seio familiar.

1 – Passar um tempo de qualidade com sua família não é um luxo ou algo supérfluo em sua agenda.

Deve ser prioridade. Pois se não encarar como algo importante a ser observado e colocado em prática, deixará a família de lado, abandonada, com a desculpa de que a agenda está cada vez mais apertada e que você não tem tempo para mais nada.

É importante lembrar que, não somente os nossos filhos precisam de nós, mas todos aqueles que nos rodeiam certamente apreciam a nossa companhia e se sentiriam mais amados se nos dispuséssemos a  passar mais tempo com eles.

Existem inúmeras atividades que você pode fazer com os seus. É importante aproveitar a sua família! Você irá se surpreender com os resultados provenientes destas horas investidas na vida daqueles que mais importam.

2 – Uma maior atenção e uma simples mudança na forma como nos comunicamos, pode ser aquilo que falta para que a nossa voz seja ouvida e a nossa influência tenha êxito.

A falha na comunicação entre pais e filhos, e de maneira geral, entre familiares, é uma das principais causas de conflitos em um lar. Portanto, melhore a comunicação com a sua família. Saiba falar e também saiba ouvir. Ouça o conselho do apóstolo Tiago que nos diz que devemos ser “prontos para ouvir, tardios para falar, tardios para nos irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.” Tiago 1:19,20

Não julgue as coisas de maneira imprudente e nem negligencie os desejos dos outros. Veja o ponto de vista de cada um. Considere todas as opções antes de manifestar sua opinião.

Não queira ter sempre a razão, seja uma pessoa tolerante e pacificadora, tendo a habilidade de resolver problemas em um momento de crise, expressando afeto e apreciação por cada membro da família.

Nem mesmo as famílias cristãs serão perfeitas, mas cabe a você lutar pela presença de Deus e pela paz em sua casa diariamente. Clame pela ajuda do Senhor e aceite que ele lhe fortaleça. Uma casa onde a presença do Espírito Santo é aceita e apreciada, é uma casa harmoniosa e um território onde a paz impera.

3 – Torne sua vida um carta aberta que poderá ser lida por todos.

“Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens. Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.” 2 Coríntios 3:2,3

Um missionário perguntou certa vez a uma pessoa que havia acabado de se converter o que mais o influenciara a se tornar seguidor de Cristo. O agora crente, respondeu convicto: – “Estes olhos já viram muita coisa ruim e estas mãos praticaram muito pecado e violência. Minha mente estava constantemente premeditando e forjando o mal. Mas… quando meus amigos que haviam sido ladrões deixaram de roubar, quando mentirosos começaram a dizer a verdade, quando homens cruéis se tornaram bondosos, concluí que devia haver um Deus que realmente transforma a vida das pessoas. Eu vi isso acontecer na vida deles”.

Todos os dias as pessoas estão “nos lendo”. Lendo o que falamos, lendo como agimos ou reagimos, lendo o que fazemos e até mesmo aonde vamos. Muito embora as pessoas nem sempre emitam opinião sobre o nosso comportamento, o certo é que estamos sendo “lidos” por todos ao nosso redor, pois somos “cartas abertas”.

Jesus, querendo que os discípulos de algum modo influenciassem positivamente as pessoas ao seu redor, disse: “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado ser fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte” (Mt 5.13).

“Devemos manter exemplar o nosso procedimento no meio das pessoas, para que, naquilo que falam contra nós, observando-vos em nossas boas obras, glorifiquem a Deus no dia da visitação”. (1Pe 2.12)

Deus vos abençoe

Pr. Fábio Della Pasqua

Post a comment

© 2018 MCPJersey. by Agência Mega Pixel